44 3252-1177

contato@oregionaljornal.com.br

A compaixão cristã:

Em diversos momentos nas Sagradas Escrituras, somos chamados por Deus a exercitarmos a compaixão. Lemos, por exemplo, em Hebreus 13:3 que devemos nos imaginar na posição daqueles que sofrem com maus tratos e injustiças, “como sendo-o vós mesmos também no corpo.” Além desses sofrimentos, somos ensinados por Jesus a imitar um coração compassivo em relação ao problema da fome e da pobreza.



O político cristão Abraham Kuyper (1837-1920), no livro O Problema da Pobreza declara que “(...) a pergunta que se torna decisiva para a questão social é se reconheceis nos menos afortunados, sim, também no mais pobre, ser este não apenas uma criatura, uma persona miserabilis, mas uma pessoa que vos é igual; uma pessoa com o mesmo sangue correndo em suas veias, e por amor de Cristo, seu irmão.” Ou seja, se quisermos realmente lidar com a pobreza de modo cristão, o primeiro passo é entender que, o que padece é uma pessoa como nós, nosso irmão. A empatia, portanto, é o primeiro degrau do sentimento afetivo de compaixão.



Cristo, diante de uma grande multidão faminta sem ter o que comer, declarou ter compaixão [Marcos 8. 1-2.]. Conforme o teólogo Azael Araújo em A profunda compaixão de Jesus Cristo a palavra “compaixão” - no original grego do texto bíblico - vem de uma outra palavra que se refere às entranhas e órgãos vitais dos animais. No Antigo Testamento, antes de conduzir os sacrifícios de animais ao altar do Senhor, os sacerdotes precisavam comer as entranhas, os órgãos vitais. Portanto, neste texto Marcos se utiliza desse termo de modo metafórico, dizendo que o que Jesus sentia naquela ocasião era uma dor e compaixão muito profunda, no íntimo do seu ser, com sensibilidade.



As aflições são parte da vida humana neste mundo afetado pela Queda. Os cristãos também sofrem com aflições de natureza material, e a história eclesiástica nos mostra que os maiores santos do passado não tinham uma roupa sequer para se trocar, passando fome por longos períodos e doenças graves. Sendo assim, ninguém que tenha sido salvo está imune da aflição da pobreza. Todavia, para os salvos, isso carrega uma grande lição profunda, pois quando experimentamos a aflição, estamos mais próximos de compreender os aflitos. Quando recebemos consolação - material e espiritual - da parte de Cristo, vemos de uma maneira mais clara quanta diferença podemos fazer na vida de outros aflitos usando a compaixão [2 Coríntios 1:3,4].



Concordando com essa perspectiva, a escritora cristã Edith Schaeffer (1914-2013) em Escola para Consoladores - capítulo 9 do livro Aflição - diz que “(...) ninguém pode realmente confortar a outrem a não ser que tenha alguma medida de aflição ou algum tipo de sofrimento que tenha provocado a simpatia e no qual nós mesmos tenhamos experimentado o conforto do Senhor.”



Um outro escritor, que de forma profunda nos esclarece a natureza da compaixão, é o filósofo e teólogo cristão Søren Kierkegaard (séc. XIX). O seu nome é estranho para nós, mas sua declaração de que a compaixão tende, necessariamente, a mover o compassivo à prática da empatia e do cuidado não pode ser mais clara e profunda. Ele escreveu: “Só quando o compassivo em sua compaixão se relaciona com seu padecente de tal maneira que compreende no sentido mais rigoroso que é de sua causa que se trata, só quando sabe identificar-se com o que padece de tal maneira que, lutando por uma explicação, luta por si mesmo, abjurando de toda irreflexão, tibieza e covardia, só então a compaixão adquire significado e só aí encontra sentido [...].” Como escrevi há algum tempo atrás, a compaixão, para ter sentido, precisa nos levar a empatia, sentindo a dor e buscando resolver os conflitos daquele que padece. Assim, imitamos o coração compassivo de Cristo, e passamos aos nosso próximo a consolação que D’Ele temos recebido.



Doe Alimentos
O Ministério da Misericórdia da Igreja envolve a compaixão com os pobres e necessitados. “Há sofrimento ao teu redor e os que passam por este sofrimento são teus irmãos.”, escreveu Kuyper.
Já descobri condições materiais terríveis perto de mim que nunca imaginei. Sempre há situações assim perto de nós [Mt 26.11]. Pensando nisso, a Igreja Presbiteriana do Brasil de Nova Esperança (PR) está arrecadando alimentos não perecíveis e produtos de higiene e limpeza, com a campanha “Doe Alimentos”.



As doações estão sendo recebidas nas dependências da Nova Peças, Sacolão do Britto, Livraria Moderna e no Templo da IPB. Faça sua doação. Mais informações, ligue: (44) 9988-8022.



Fonte: Jornal o Regional
Mais Notícias:
  • 04/08/2020 - 67 jovens de São Jorge do Ivaí e Ourizona juram à ...
  • 04/08/2020 - Terapias que auxiliam no período do Distanciamento...
  • 04/08/2020 - 1° Torneio de Kata em Prol ao Fabinho
  • 04/08/2020 - Barracão Industrial Mário Peron, Auditório Jonas B...
  • 04/08/2020 - A vida in modo juventutis: Cultura e Política
  • 04/08/2020 - Como fazer propaganda eleitoral nesse período?
  • 04/08/2020 - Vida de Agricultor, casal exemplo de superação
  • 28/07/2020 - Divisas do Paraná em Santo Inácio e Diamante do N...
  • 28/07/2020 - Comando da 4ª Companhia Independente de Londrina ...
  • 28/07/2020 - Pista de Caminhada e Portal são entregues em Flora...
  • 28/07/2020 - Até quando o prefeito pode inaugurar obras?
  • 28/07/2020 - O Cristão e a Ecologia: uma teologia do Jardim de ...
  • 28/07/2020 - Produção de vacina da Covid-19 no Paraná
  • 21/07/2020 - Santo Inácio entrega Obra inovadora no centro da c...
  • 21/07/2020 - E-commerce no Brasil
  • 21/07/2020 - Deputados querem empréstimo a JURO ZERO para micro...
  • 21/07/2020 - Projeto de Auxílio Emergencial para Agricultor Fam...
  • 21/07/2020 - Segurança Alimentar para crianças e adolescentes p...
  • 21/07/2020 - Em Paranacity, animais de rua têm apoio do Projet...
  • 21/07/2020 - O Jovem intelectual maturidade, dedicação e solidã...
  • 21/07/2020 - Fique por dentro das novas datas desta Eleição
  • 14/07/2020 - Nova Esperança recebe obra do CINDEPAR em parceria...
  • 14/07/2020 - Inajá decreta fechamento parcial no comércio por 1...
  • 14/07/2020 - Maçonaria de Nova Esperança doa 30 cobertores à Sa...
  • 14/07/2020 - Dom Severino Clasen é o novo Arcebispo de Maringá
  • 14/07/2020 - O que pensar do Exército Brasileiro?
  • 14/07/2020 - O que você pode fazer antes da campanha começar
  • 14/07/2020 - Oficina de Karatê do CRAS de Cruzeiro do Sul
  • 14/07/2020 - Desburocratização para incentivar e fortalecer a ...
  • 07/07/2020 - Floraí e Nova Bilac recebem Trator e Equipamentos ...
  • Endereço Rua Lord Lovat, 500 - Centro Nova Esperança-PR | CEP: 87600-000 Fone: (44) 3252-1177
    Desenvolvimento Hnet Sistemas