44 3252-1177

contato@oregionaljornal.com.br

DUKE ENERGY se destaca no prêmio Benchmarking:

Dois projetos da companhia desenvolvidos em parceria com instituições públicas e privadas alcançaram o 8º e o 12º lugar no Benchmarking Brasil 2013


 


A recuperação e proteção de nascentes situadas do lado paranaense do Rio Paranapanema, em parceria com o Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural – Emater, e a realização de um corredor ecológico no Pontal do Paranapanema (SP), em parceria com o Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPE) e o Grupo Vicar, foram dois projetos da Duke Energy entre os finalistas do Benchmarking Brasil 2013.Os projetos foram premiados em cerimônia no dia 1º de agosto, em São Paulo, sendo que “Nascentes Protegidas, Águas para o Futuro” destacou-se na 8ª posição e “Corredor Ecológico Fazenda Rosanela” ficou em 12º lugar no ranking dos melhores da gestão socioambiental brasileira.



Esta foi a sétima participação consecutiva da Duke Energy no Benchmarking Brasil, sendo que em todos os anos a empresa figurou no ranking das melhores iniciativas de sustentabilidade do País. “É uma iniciativa brasileira, com abrangência e reconhecimento internacional, que tem o objetivo de difundir, fortalecer e incentivar a adoção das boas práticas socioambientais nas empresas e instituições do País, sendo uma das mais importantes iniciativas de fomento à sustentabilidade brasileira”, comenta o gerente de Meio Ambiente da empresa, Miguel Conrado Filho, sobre o Benchmarking Brasil.



Concessionária de oito usinas hidrelétricas ao longo do Rio Paranapanema, na divisa dos Estados de São Paulo e Paraná, a Duke Energy se inscreve no programa desde 2007, e pela qualidade de seus projetos, recebeu o Selo Banchmarking Brasil da Década 2003-2012 como a 6º empresa no Brasil com a melhor gestão socioambiental.



Sobre o fato dos dois projetos premiados neste ano serem desenvolvidos por meio de parceria, o gerente de Meio Ambiente explica que desde a sua chegada ao Brasil, em 1999, a Duke Energy adota a “cultura da cooperação”, junto às comunidades em que atua. “Para a companhia, realizar projetos em parceria com entidades públicas e privadas é unir esforços na resolução de problemas comuns, otimizando os recursos empregados e os bons resultados, o que certamente contribui para melhorar a qualidade de vida dos moradores da Bacia do Paranapanema, Não somente esses, como outros projetos nossos premiados pelo Benchmarking foram realizados com parceiros”, comenta.



“Nascentes Protegidas, Águas para o Futuro” A Duke Energy vem realizando, em parceria com o Emater, um trabalho de proteção de nascentes localizadas nas bacias de contribuição dos reservatórios sob sua gestão, no Rio Paranapanema. Em 2011 e 2012, foram 101 nascentes recuperadas em propriedades rurais de 17 municípios paranaenses, atendendo a mais de mil moradores.



A Emater faz o diagnóstico das nascentes a serem recuperadas e capacita os proprietários rurais para executarem esse trabalho, em mutirão, enquanto a Duke Energy contribui com os recursos financeiros necessários ao projeto e doa as mudas florestais nativas para que os proprietários plantem no entorno das nascentes, fazendo a recuperação das APP (Áreas de Preservação Permanente).



Técnicos da Duke Energy e do Emater acompanham as atividades, avaliam os resultados e promovem, ainda, um trabalho de educação ambiental com as famílias beneficiadas.
“Corredor Ecológico Fazenda Rosanela” Desenvolvido em parceria com o IPE (Instituto de Pesquisas Ecológicas) e com o Grupo Vicar, o corredor ecológico da Fazenda Rosanela é mais um projeto da Duke Energy para conectar o Parque Estadual do Morro do Diabo a importantes fragmentos de vegetação nativa localizados no Pontal do Paranapanema.


 


A formação de um corredor ecológico de 100 hectares, por meio do isolamento e reflorestamento de propriedades localizadas na margem paulista do reservatório de Rosana, em Teodoro Sampaio, aumenta a cobertura florestal regional, auxiliando a formação de áreas para refúgio, alimentação, habitação e trânsito de animais silvestres. Parte das propriedades é de concessão da Duke Energy e a grande maioria são áreas adjacentes, pertencentes ao Grupo Vicar.



“As ações executadas pela Duke Energy e parceiros visam à formação de um grande corredor para conexão da região sul do Parque Estadual do Morro do Diabo às APP [Área de Preservação Permanente] do reservatório de Rosana e do Ribeirão Estreito – área de relevante interesse ecológico para a fauna nativa da região”, explica Conrado Filho. “O objetivo é a formação de um corredor de biodiversidade que conecta duas importantes Unidades de Conservação da região, o Parque Estadual do Morro do Diabo e as Estações Ecológicas Mico Leão Preto”, completa.



Além disso, o projeto irá promover a capacitação e geração de renda para comunidades locais, através da produção de mudas. Também irá permitir um maior fluxo gênico entre populações isoladas, maior proteção do solo dado pela cobertura florestal e a conservação da beleza cênica regional.



Fonte: Jornal O Regional
Mais Notícias:
  • 23/02/2021 - Ponte Pênsil entre Paranacity e Colorado tem sina...
  • 23/02/2021 - A mensagem do Evangelho
  • 23/02/2021 - Governador vistoria obras no Condomínio do Idoso ...
  • 23/02/2021 - Hospital de Maringá participa de estudo sobre rem...
  • 23/02/2021 - Comitiva de Paranacity também traz informações sob...
  • 16/02/2021 - Conclusão da obra do Centro Estadual de Educação ...
  • 16/02/2021 - Alto preço do pedágio, obras não realizadas e núme...
  • 16/02/2021 - Bolsonaro recebe Nishimori e Ministro Japonês em A...
  • 16/02/2021 - Ah! Os velhos carnavais, Confetes, Serpentinas, sa...
  • 16/02/2021 - Governo apresenta pacote de estímulo ao emprego no...
  • 09/02/2021 - Nova Esperança é novamente contemplada com o prêmi...
  • 09/02/2021 - Passeio do Grupo Perna e Pedal de Paranapoema
  • 09/02/2021 - A obediência atrai o milagre?
  • 09/02/2021 - Nishimori acompanha Cônsul Geral do Japão em visi...
  • 09/02/2021 - Deputado Cobra Repórter pede apoio do empresariad...
  • 02/02/2021 - Em visita à Curitiba, Prefeito Guina de São Jorge...
  • 02/02/2021 - Novaesperancense, formado pela UEM, dirige a Funda...
  • 02/02/2021 - Com o quê devemos nos importar? “SENHOR, tu me son...
  • 02/02/2021 - Aline Sleutjes e Ministro Rogério Marinho discute...
  • 02/02/2021 - Maringá recebe novo empreendimento do Programa Cas...
  • 02/02/2021 - Turismo Rural ganha impulso para desenvolver novas...
  • 26/01/2021 - A chegada da Vacina contra a Covid-19 revela espet...
  • 26/01/2021 - Prefeita Edna Contin consegue viabilizar R$ 2 mil...
  • 26/01/2021 - Prefeito Emerson Sette e técnicos da Cohapar anunc...
  • 26/01/2021 - Vês estas grandes construções?
  • 26/01/2021 - “Precisamos de transparência, participação popular...
  • 26/01/2021 - Grupo de pescadores querem repovoar o Rio Paranap...
  • 19/01/2021 - Agricultura inicia novos projetos voltados a peque...
  • 19/01/2021 - Conab/Paraná faz Doação de mais de 26 mil cestas d...
  • 19/01/2021 - O Paraná já está vacinando contra a Covid-19
  • Endereço Rua Lord Lovat, 500 - Centro Nova Esperança-PR | CEP: 87600-000 Fone: (44) 3252-1177
    Desenvolvimento Hnet Sistemas